Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Ancara: operação turca na Síria prosseguirá até atingir seus objetivos

© REUTERS / Stoyan NenovFumaça subindo sobre a cidade fronteiriça síria de Tel Abyad vista da cidade turca de Akcakale
Fumaça subindo sobre a cidade fronteiriça síria de Tel Abyad vista da cidade turca de Akcakale - Sputnik Brasil
Nos siga no
A Turquia não vai parar a sua operação militar no nordeste da Síria, apesar dos apelos dos países ocidentais, declarou o porta-voz da Presidência turca, Ibrahim Kalin.

"Aqueles que permaneceram em silêncio quando em Mosul, Al Raqa e Deir Ezzor mataram milhares de civis em pânico por causa do sucesso da Operação Fonte de Paz estão nos pedindo para pará-la, ameaçando a Turquia com sanções, mas não vamos parar até atingirmos nossos objetivos", afirmou Kalin em sua conta no Twitter.

Em 13 de outubro, o presidente dos EUA, Donald Trump, declarou que a Casa Branca e o Congresso dos EUA estão considerando sanções contra a Turquia por causa do ataque de Ancara às Forças Democráticas Sírias (FDS), que têm sido aliadas dos EUA na Síria.

A chanceler alemã, Angela Merkel, telefonou ao presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, exortando-o a parar imediatamente a operação.

Em 9 de outubro, a Turquia iniciou a Operação Fonte de Paz na Síria. Ancara assegura que seus objetivos são retirar as milícias curdas da fronteira turca e estabelecer no nordeste do país árabe uma faixa segura para receber os milhares de refugiados sírios que hoje permanecem em território turco.

© Sputnik / Stringer / Abrir o banco de imagensMilitares do Exército Livre da Síria passando em veículos pela fronteira turco-síria após a Turquia ter lançado a operação militar Primavera da Paz no nordeste da Síria
Ancara: operação turca na Síria prosseguirá até atingir seus objetivos - Sputnik Brasil
Militares do Exército Livre da Síria passando em veículos pela fronteira turco-síria após a Turquia ter lançado a operação militar Primavera da Paz no nordeste da Síria

A ação militar visa expulsar as formações lideradas pelos curdos, incluindo as Forças Democráticas Sírias (FDS) e as YPG (Unidades de Proteção Popular), que dominam o nordeste da Síria.

Os Estados Unidos, principal aliado das milícias curdas na Síria, se recusaram a apoiar a intervenção da Turquia e retiraram suas forças da zona de combates.

Outras nações ocidentais, como a Alemanha e a França, já suspenderam as exportações de armas para a Turquia.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала