China exalta progresso para o fim da guerra comercial com os EUA, diz ministério

© AP Photo / Andy WongBandeiras da China e dos EUA
Bandeiras da China e dos EUA - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Negociadores da China e EUA alcançaram progressos significativos em várias áreas durante a última rodada de negociações comerciais bilaterais de alto nível nos Estados Unidos, informou neste sábado o Ministério do Comércio chinês.
"China e Estados Unidos alcançaram progressos significativos em várias áreas após uma nova rodada de consultas econômicas e comerciais de alto nível na quinta e sexta-feira", afirmou o ministério em comunicado.

O Ministério do Comércio acrescentou que as áreas em que os lados alcançaram progresso incluem agricultura, proteção dos direitos de propriedade intelectual, taxa de câmbio, serviços financeiros, expansão da cooperação comercial, transferência de tecnologia e solução de controvérsias.

A declaração observou que os lados tiveram discussões abertas, altamente eficazes e construtivas sobre questões de interesse mútuo.

"Os lados discutiram a preparação para a próxima rodada de consultas e concordaram em trabalhar juntos para alcançar um acordo final", argumentou o ministério.

A última rodada de negociações bilaterais sobre um novo acordo comercial ocorreu na quinta e sexta-feira.

© AP Photo / Andy WongPresidente dos EUA, Donald Trump, acena ao lado do presidente chinês, Xi Jinping, após coletiva de imprensa em Pequim, 9 de novembro de 2017
China exalta progresso para o fim da guerra comercial com os EUA, diz ministério - Sputnik Brasil
Presidente dos EUA, Donald Trump, acena ao lado do presidente chinês, Xi Jinping, após coletiva de imprensa em Pequim, 9 de novembro de 2017

Na sexta-feira, o presidente dos EUA, Donald Trump, disse que Pequim e Washington haviam alcançado a primeira fase do acordo comercial, depois de terem acordado troca de moeda, transferência de tecnologia, propriedade intelectual, serviços financeiros e compra de bens agrícolas dos EUA em até US$ 50 bilhões pela China.

As negociações foram realizadas antes do aumento planejado de Washington das tarifas comerciais de US$ 250 bilhões em mercadorias chinesas, de 25% para 30% em 15 de outubro.

No entanto, na sexta-feira, o secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, disse que Washington não aumentará as tarifas na próxima semana.

A disputa comercial entre as duas maiores economias do mundo entrou em erupção em junho de 2018, quando os Estados Unidos impuseram a primeira rodada de tarifas sobre as exportações chinesas, levando Pequim a responder em espécie. Desde então, os dois países trocaram uma guerra comercial completa, mas também iniciaram negociações para resolver suas diferenças comerciais.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала