Argentina reconhece embaixadora de Guaidó reforçando ruptura com Maduro

© Foto / Presidência da ArgentinaLíder oposito venezuelano Juan Guaidó (à esquerda) com o presidente argentino Mauricio Macri (à direita) em Buenos Aires
Líder oposito venezuelano Juan Guaidó (à esquerda) com o presidente argentino Mauricio Macri (à direita) em Buenos Aires - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Ontem (11), o ministro das Relações Exteriores argentino reconheceu Elisa Trotta Gamus, enviada de Guaidó, como a nova embaixadora da Venezuela, oficializando a ruptura com governo Maduro.

O ato se deu durante a entrega de credenciais por parte de Elisa Trotta, embaixadora de Guaidó, a Jorge Faurie, chanceler do governo Macri. Desta forma, o governo argentino deixou de reconhecer oficialmente o governo Maduro favorecendo o líder oposicionista venezuelano Juan Guaidó.

Jorge Faurie recebeu de Elisa Trotta suas credenciais como embaixadora da Venezuela na República da Argentina.

Com o reconhecimento por parte de Buenos Aires, Elisa Trotta terá plenos poderes para gerenciar o pessoal da embaixada venezuelana, assim como tratar dos assuntos relacionados ao seu país.

No entanto, de acordo com supostas fontes da chancelaria argentina, o país não teria rompido com Maduro, uma vez que não reconheceu o resultado das eleições venezuelanas no início deste ano, publicou o portal Ámbito.com.

Grupo de Lima

A ação da Argentina estaria de acordo com os ditames do Grupo de Lima. Como forma de pressionar o governo Maduro, o Grupo de Lima reconheceu o deputado venezuelano Juan Guaidó como o presidente interino da Venezuela.

Desta forma, os enviados de Guaidó para representações diplomáticas venezuelanas no exterior estão sendo reconhecidos por alguns países.

No Brasil, María Teresa Belandria foi reconhecida como embaixadora venezuelana no dia 4 de junho pelo presidente Jair Bolsonaro, informou o portal G1.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала