Equador transfere sede do governo de Quito para Guayaquil

© REUTERS / Ivan CastaneiraProtestos em Equador contra reformas de Lenín Moreno, 3 de outubro de 2019
Protestos em Equador contra reformas de Lenín Moreno, 3 de outubro de 2019 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente do Equador, Lenín Moreno, decidiu nesta segunda-feira (8) transferir a sede do governo da capital Quito para a cidade costeira de Guayaquil após protestos que ocorreram perto do Palácio Carondelet.

A medida foi anunciada durante um pronunciamento de Moreno transmitido por rádio e televisão.

O presidente equatoriano culpou "por tentativa de desestabilizar seu governo" seu antecessor, Rafael Correa, e também o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro.

Mais cedo, o governo esvaziou o Palácio Carondelet e retirou todos os funcionários e jornalistas que cobrem o Executivo.

O Equador vive dias de tensão quando protestos tomaram a cidade por mais de cinco dias por conta do forte aumento nos preços dos combustíveis.

Estimativas apontam que já são 14 feridos e 477 detidos, segundo a ministra do Interior, Paula Romo.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала