- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Risco de 'caos': Aras quer que STF limite efeitos de decisão sobre Lava Jato

© AP Photo / Eraldo PeresO procurador-geral da República Augusto Aras
O procurador-geral da República Augusto Aras  - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O recém empossado procurador-geral da República, Augusto Aras, afirmou que a decisão do Supremos Tribunal Federal (STF) sobre a Lava Jato deve se limitar a processos em andamento.

Na quarta-feira (4), o STF deve concluir o julgamento que já tem maioria favorável à tese de que réus delatados falem por último nos processos da Lava Jato - em respeito ao amplo direito de defesa.

Aras participará da sessão pela primeira vez já como procurador-geral.

Segundo publicado no blog da jornalista Andreia Sadi, do portal G1, Aras defende que os processos sejam avaliados caso a caso, sob modulação que deve ser apresentada pelo STF.

O substituto de Raquel Dodge entende que caso a decisão do STF seja aplicada a todos os casos da Lava Jato, a situação viraria "caos".

A decisão proferida pela maioria dos ministros do STF é polêmica e pode anular processos concluídos.

A ideia de modulação vem justamente para que isso não aconteça e uma proposta deve ser apresentada pelo presidente do Supremo, Dias Toffoli, ainda nesta semana.

Em agosto, o STF anulou uma decisão da Lava Jato que condenou do ex-presidente do Banco do Brasil, Aldemir Bendine. O caso agora voltará à 1ª instância. A decisão se baseou no princípio constitucional de ampla defesa e disparou a discussão que levou ao julgamento que será concluído nesta semana.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала