Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Guterres anuncia formação do Comitê Constitucional da Síria

© AP Photo / Khalil SenosiSecretário-geral da ONU, António Guterres
Secretário-geral da ONU, António Guterres - Sputnik Brasil
Nos siga no
O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, anunciou nesta segunda-feira (23) a formação do Comitê Constitucional da Síria e disse que o órgão será convocado nas próximas semanas.

"Tenho o prazer de anunciar o acordo do governo da República Árabe da Síria e da Comissão de Negociações da Síria para um Comitê Constitucional credível, equilibrado e inclusivo que será facilitado pelas Organização das Nações Unidas em Genebra", disse Guterres.

"Meu enviado especial [Geir Pedersen] facilitou o acordo em respeito à resolução 2254 (2015) do Conselho de Segurança e convocará o Comitê Constitucional nas próximas semanas", acrescentou.

Guterres explicou que o lançamento do Comitê Constitucional da Síria deve servir como um caminho a seguir no acordo político na Síria e deve ser apoiado por medidas de fortalecimento da confiança.

O secretário-geral da ONU agradeceu à Rússia, Turquia e Irã por sua ajuda na obtenção de um acordo sobre a formação do Comitê Constitucional da Síria.

Os líderes da Rússia, Turquia e Irã - os três estados fiadores do processo de paz estabelecido em Astana (atual Nur Sultan) para a Síria - discutiram a formação do Comitê Constitucional da Síria durante sua reunião em Ancara, em 16 de setembro.

O acordo histórico para formar um comitê constitucional foi alcançado entre os lados do conflito sírio em Sochi, Rússia, ainda em janeiro de 2018.

O conflito civil na Síria está em andamento desde 2011 entre vários grupos da oposição e organizações terroristas que tentam derrubar o governo do presidente Bashar Assad.

Em maio de 2017, as partes do conflito realizaram negociações na capital do Cazaquistão, Nur Sultan, sob a mediação da Rússia, Irã e Turquia, e conseguiram concluir um acordo de cessar-fogo com o estabelecimento quatro zonas de redução de conflitos na Síria.

Apesar da continuação das operações militares, a prioridade agora é a obtenção de um acordo político e o retorno dos refugiados.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала