Submarino russo da classe Borei pode tornar EUA 'inabitáveis', segundo revista norte-americana

© Sputnik / Ildus Gilyazutdinov / Abrir o banco de imagensSubmarino nuclear russo Vladimir Monomakh de classe Borei
Submarino nuclear russo Vladimir Monomakh de classe Borei - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Mísseis de submarinos nucleares russos do projeto Borei podem tornar os Estados Unidos "inabitáveis", mesmo que as outras forças nucleares da Rússia sejam liquidadas, escreve a revista National Interest.

O autor do artigo da National Interest explica que cada um dos 16 mísseis R-30 Bulava de um submarino russo do projeto Borei leva 6 ogivas nucleares com potência de 150 quilotons, que se separam e liquidam alvos individuais.

Isso significa que "um Borei é capaz fazer cair sobre cidades e bases militares, localizadas a uma distância de mais de 10,7 mil quilômetros, 72 ogivas nucleares cujo poder destrutivo é 10 vezes superior ao da bomba lançada sobre Hiroshima", escreve o autor do artigo.

A revista indica que durante a Guerra Fria os submarinos soviéticos "eram mais ruidosos" que os submarinos ocidentais, o que significa que eram "mais vulneráveis". Esse problema foi tomado em conta nos anos de 1980, quando a União Soviética importou do Japão e da Noruega tecnologias para a criação do submarino do tipo Schuka-B, que por sua dissimulação acústica começou a corresponder à dos submarinos da Marinha dos EUA da classe Los Angeles.

Atualmente, o equipamento permite ao submarino do tipo Borei ser "mais silencioso e capaz de permanecer indetetável a velocidades maiores do que o submarino da classe Ohio".

© AFP 2022 / Kim Jae-HwanSubmarino nuclear americano da classe Ohio no porto de Busan, Coreia do Sul
Submarino russo da classe Borei pode tornar EUA 'inabitáveis', segundo revista norte-americana - Sputnik Brasil
Submarino nuclear americano da classe Ohio no porto de Busan, Coreia do Sul

Segundo o programa estatal de armamentos, para a Marinha da Rússia está planejado construir oito submarinos da classe Borei. Três deles já foram construídos e entraram no serviço da Marinha: Yuri Dolgoruky, Aleksandr Nevsky e Vladimir Monomakh.

O quarto submarino, Knyaz Vladimir, está passando por testes de mar.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала