EUA negam vistos a membros da delegação iraniana que participariam de Assembleia da ONU

Nos siga noTelegram
A declaração foi dada pelo vice-chefe de gabinete de comunicações do escritório presidencial do Irã.

O vice-chefe de gabinete de comunicações do escritório presidencial do Irã, Parviz Esmaeili, disse neste domingo (22) que os Estados Unidos se recusaram a emitir vistos para vários membros da delegação que acompanha o presidente iraniano Hassan Rouhani na Assembleia Geral da ONU em Nova York.

No domingo, o governo de Rouhani disse que o presidente iraniano se reunirá com o primeiro-ministro britânico Boris Johnson e o presidente francês Emmanuel Macron, à margem da Assembleia Geral da ONU.

"O fracasso na emissão de vistos para a delegação, acompanhando o presidente, alguns vice-chefes de gabinete e a imprensa, contraria as obrigações diplomáticas oficialmente assumidas pelo governo dos EUA como membro das Nações Unidas e do país anfitrião", disse Esmaeili.

Anteriormente, os Estados Unidos concederam vistos ao presidente iraniano Hassan Rouhani e ao ministro das Relações Exteriores Javad Zarif para participar das reuniões da Assembleia Geral da ONU.

Os meios de comunicação iranianos informaram anteriormente, sem fornecer uma fonte, que o presidente do Irã e sua delegação, incluindo o ministro das Relações Exteriores, talvez não comparecessem à Assembleia Geral da ONU, pois ainda não tinham vistos de entrada nos EUA.

As declarações ocorreram em meio a crescentes tensões entre o Irã e os EUA. Recentemente Washington disse que o Irã estava por trás do ataque às instalações de petróleo da Saudi Aramco. O Irã rejeitou as acusações e acusou os Estados Unidos de tentar encontrar um pretexto para um conflito na região.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала