Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Kremlin: ataque a Saudi Aramco é 'alarmante para o mercado de petróleo'

© Sputnik / Sergey Guneev / Abrir o banco de imagensO porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov durante coletiva de imprensa do presidente da Rússia, Vladimir Putin e do primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, após um encontro em Tóquio em 16 de dezembro de 2016.
O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov durante coletiva de imprensa do presidente da Rússia, Vladimir Putin e do primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, após um encontro em Tóquio em 16 de dezembro de 2016. - Sputnik Brasil
Nos siga no
Neste domingo (15), o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, falou à imprensa sobre o recente ataque contra a instalações de petróleo na Arábia Saudita.

Peskov classificou o incidente como alarmante e disse que o ataque não ajuda a estabilizar o mercado de energia. Além disso, o porta-voz comentou que presidente da Rússia, Vladimir Putin, está ciente sobre o ocorrido.

"O ataque de drones à infraestrutura de petróleo na Arábia Saudita é um evento alarmante para o mercado de petróleo [...]. É claro que qualquer turbulência não ajuda a estabilizar o mercado de energia [...]. O presidente [Vladimir Putin] está ciente desse incidente", disse Peskov ao jornal russo Vedomosti.

Peskov também afirmou que a Arábia Saudita não procurou ajuda da Rússia após o ataque, acrescentou.

"Não se sabe se eles precisam de ajuda. É improvável. Eles próprios têm todas as capacidades necessárias", disse Peskov.

O ataque com drones causou incêndios maciços em duas instalações de petróleo da petrolífera Saudi Aramco no sábado (14). Os incêndios, em particular, atingiram a refinaria de Abqaiq, na província oriental, e uma instalação de processamento de petróleo perto do campo de petróleo de Khurais, localizada a cerca de 160 quilômetros a leste de Riade.

O movimento rebelde houthi iemenita assumiu a responsabilidade pelos ataques, enquanto o secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, acusou o Irã pelo incidente. Teerã refutou as alegações dos EUA.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала