Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Ossadas são encontradas em 'casa do terror' de ditador paraguaio (VÍDEO)

Nos siga no
Os ossos humanos foram encontrados em uma mansão que havia sido utilizada pelo ditador Alfredo Stroessner no Paraguai.

O local também foi utilizado como centro de tortura durante sua ditadura. Aproximadamente 300 militantes encontraram as ossadas ao ocuparem uma das residências do ditador em Ciudad del Este, na fronteira com o Brasil.

Peritos da Equipe Nacional para Investigação, Busca e Identificação de Pessoas Detidas e Desaparecidas (Enabi) também recolheram outros ossos, como partes de fêmures e de um braço.

Além disso, a Comissão de Direitos Humanos, bem como o Ministério Público do país, também devem participar das atividades de reconhecimento das ossadas, o que poderá determinar o perfil biológico e a causa da morte, segundo o chefe da equipe de memória do Ministério da Justiça do Paraguai, Rogelio Goiburú, de acordo com o jornal O Globo. 

A possibilidade de os ossos terem sido trazidos de outro lugar não foi descartada, afirma Rogelio Goiburú, ressaltando que será realizada uma análise do solo e da acidez da terra, para determinar o tempo que os ossos permaneceram no local e se teriam sido mortas na época da ditadura paraguaia.

A mansão conta com uma suíte e mais três quartos, além da cozinha, três banheiros, sala de estar e ainda três guaritas e um alojamento com cozinha e dois banheiros, tendo um túnel ligando a mansão ao alojamento.

Após ser deposto, Stroessner recebeu asilo político no Brasil e morreu em Brasília, em 2006, com 96 anos de idade.

Estima-se que aproximadamente quatro mil pessoas tenham sido assassinadas durante seu governo por conta da perseguição política, marcada pelo emprego da tortura, sequestro e assassinatos políticos.

Em 1992, foram descobertos os Arquivos do Terror, contendo diversos documentos e memorandos internos que mostram como o ditador colaborou com as ditaduras do continente e participou da Operação Condor, um acordo militar, articulado pelos EUA e levado adiante por Brasil, Chile, Equador, Bolívia e Uruguai, que visava perseguir opositores às ditaduras.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала