Arqueólogo faz revelações sobre suposto túmulo de Jesus

CC0 / Pexels / Jesus Cristo
Jesus Cristo - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O túmulo onde Jesus esteve supostamente durante três dias após a crucificação foi aberto em outubro de 2016.

Depois de aberto, o túmulo passou por um projeto de restauração na Igreja do Santo Sepulcro, localizada na Cidade Velha de Jerusalém, cita o jornal Epoch Times.

"O santuário foi destruído muitas vezes pelo fogo, terremotos e invasões ao longo dos séculos", afirmou Fredrik Hiebert, da National Geographic.

CC0 / / Escultura de Jesus Cristo (imagem referencial)
Arqueólogo faz revelações sobre suposto túmulo de Jesus - Sputnik Brasil
Escultura de Jesus Cristo (imagem referencial)

A restauração do túmulo teria levado muito tempo, pois para realizar qualquer tipo de alteração é precisa aprovação do comitê da igreja, de acordo com um decreto de 1757.

Hiebert afirma que todos estavam muito curiosos para saber o que havia no túmulo, e quando finalmente entraram observaram muitos destroços, segundo o tabloide Express.

"O mais surpreendente foi quando removemos a primeira camada de poeira e encontramos uma segunda peça de mármore", afirmou. A peça de mármore era cinza e tinha uma cruz inscrita no centro, que teria sido esculpida pelos cruzados do século XII.

Entretanto, no local não foram encontrados quaisquer artefatos ou ossos que pudessem provar que o túmulo era realmente de Jesus.

"Sem ossos ou artefatos, jamais poderemos dizer se o túmulo era de Jesus", afirmou Hiebert, ressaltando que é uma questão de fé acreditar que o local seja onde Cristo ficou por três dias.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала