Ministro do Paquistão comete gafe e chama Caxemira de 'estado indiano'

© AP Photo / CHANNI ANANDA SCO ratificou na sexta-feira (10) uma resolução sobre o início dos procedimentos de expansão do grupo, abrindo a possibilidade de adesão plena da Índia e do Paquistão ao bloco
A SCO ratificou na sexta-feira (10) uma resolução sobre o início dos procedimentos de expansão do grupo, abrindo a possibilidade de adesão plena da Índia e do Paquistão ao bloco - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O ministro de Relações Exteriores do Paquistão, Shah Mehmood Qureshi, cometeu uma gafe ao referir-se a Jammu e Caxemira como um "estado indiano" enquanto participava do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas nesta terça-feira.

Falando a repórteres do lado de fora do escritório do conselho em Genebra, na Suíça, Qureshi lançou um ataque à Índia, mas seu discurso foi atrapalhado por um deslize fatal da língua.

"A Índia está tentando dar uma impressão ao mundo de que a vida voltou à normalidade. Se a vida voltou à normalidade, então eu digo: por que eles não permitem a mídia internacional, por que eles não permitem organizações internacionais, ONGs, organizações da sociedade civil para entrar no estado indiano de Jammu e Caxemira e ver por si próprias as realidades", declarou.

Tão logo proferiu a passagem, o ministro paquistanês claramente percebeu o seu erro.

O Paquistão nunca se referiu anteriormente ao estado na região da Caxemira contestada como "indiano", em vez disso se referiu a ele como "Caxemira administrada pelos indianos", de modo que os comentários do ministro de Relações Exteriores causaram uma grande agitação.

© AFP 2022 / TAUSEEF MUSTAFASoldados das tropas paramilitares indianas patrulham perto de mesquita Jamia Masjid, Srinagar, Jammu e Caxemira, Índia, 12 de julho de 2016
Ministro do Paquistão comete gafe e chama Caxemira de 'estado indiano' - Sputnik Brasil
Soldados das tropas paramilitares indianas patrulham perto de mesquita Jamia Masjid, Srinagar, Jammu e Caxemira, Índia, 12 de julho de 2016

Usuários indianos do Twitter e agências de notícias saltaram sobre a observação, alegando que era uma admissão de Islamabad que a Índia controlava o território disputado. "Finalmente a verdade prevalece!", escreveu um comentarista, enquanto outro acrescentou: "Homem honesto! Finalmente, o Paquistão admite que a Caxemira faz parte da Índia. Obrigado Sigmund Freud!".

Enquanto isso, sem surpresa, muitos paquistaneses não ficam impressionados com as observações ou com a reação de seus vizinhos.

"Então o ministro de Relações Exteriores Shah Mahmood Qureshi foi a Genebra se render ou o quê?", escreveu um internauta, acompanhando a mensagem com um emoji de revirar os olhos. "Um deslize da língua é suficiente para satisfazer seus pequenos egos", acrescentou outro.

A Índia e o Paquistão travaram três guerras pela Caxemira desde 1947. As tensões entre os vizinhos nucleares estão perto do ponto de ebulição desde a Índia, semanas atrás, revogou uma disposição constitucional que havia concedido autonomia a Jammu e Caxemira sobre sua administração interna.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала