Surge teoria sobre visita de ETs aos maias e promessa de 'retorno apocalíptico' em 15 anos

© AP Photo / Johan OrdonezTemplo maia, Jaguar Grande, localizado em Tikal, a 560 quilômetros a norte da Cidade de Guatemala, 20 de dezembro de 2012
Templo maia, Jaguar Grande, localizado em Tikal, a 560 quilômetros a norte da Cidade de Guatemala, 20 de dezembro de 2012 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os maias continuam intrigando arqueólogos pelo conhecimento avançado em astronomia e matemática, fazendo até mesmo surgir teorias sobre a antiga civilização ter sido constituída por deuses alienígenas.

Autodenominado especialista em ETs, Erich von Daniken afirma que os maias foram visitados por antigos deuses alienígenas que farão um retorno apocalíptico daqui a 15 anos, escreve o tabloide britânico Express.

Segundo a teoria, a entidade adorada como deus e conhecida como Quetzalcoatl (semelhante a uma cobra) disse aos maias como um dia retornaria ao nosso planeta Terra.

Esta data foi calculada como sendo 21 de dezembro de 2012, causando preocupação de que esta poderia ser a data do apocalipse.

Nova data para fim do mundo

Depois que esta profecia falhou previsivelmente, o von Daniken notou que esta data foi calculada com base no calendário judaico-cristão, o que é ambíguo ao nascimento de Cristo.

Há na verdade aproximadamente 20 anos em torno do dia em que pensamos que Cristo nasceu, distorcendo nossa predição do retorno de Quetzalcoatl.

Baseando-se em novos cálculos, é suposto que restem agora aproximadamente 15 anos para ver se a terrível predição maia se tornará realidade.

O autodenominado especialista acredita que não veria um deus em forma de cobra descendo dos céus, mas um extraterrestre. Ele descreve esses alienígenas como criaturas com rostos humanos cobertos por capacetes com aparelhos respiratórios na boca, que supostamente filtrariam o ar para evitar infecções por bactérias ou vírus.

Vestígios alienígenas?

Em um túmulo maia, localizado no sítio arqueológico mexicano de Palenque, uma escultura de Pacal, o Grande (o penúltimo imperador dos antigos maias), foi encontrada parecendo controlar uma máquina virada para cima com chamas e fumaça saindo pela parte de trás. Arqueólogos afirmam que essa escultura realmente representava a árvore da vida ou uma descida ao submundo.

Dentro de um sarcófago, fósseis desse antigo imperador foram encontrados, embora o corpo fosse significativamente mais alto do que a altura média dos antigos maias e parecesse ter uma estrutura óssea incomum.

Outro fato interessante é que Pacal também era conhecido por ter governado por 68 anos e vivido até os 80 anos, muito mais tempo do que a vida média para essa época.

© AFP 2022 / PEDRO PARDOHomem vestindo traje maia passa na frente da pirâmide Kukulcan, no parque arqueológico Chichen Itzá, em 20 de dezembro de 2012
Surge teoria sobre visita de ETs aos maias e promessa de 'retorno apocalíptico' em 15 anos - Sputnik Brasil
Homem vestindo traje maia passa na frente da pirâmide Kukulcan, no parque arqueológico Chichen Itzá, em 20 de dezembro de 2012

As pirâmides de Tikal (uma das maiores cidades da civilização maia pré-colombiana) são outra anomalia que aumenta ainda mais o mistério, pois estão a 40 km de um corpo d'água – fato que levou os arqueólogos a questionar por que os antigos maias construíram uma cidade maciça em um local tão inconveniente.

Von Daniken aponta para um dos glifos em uma pirâmide em degrau, afirmando que era o local aonde os deuses antigos chegavam dos céus.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала