Governo Maduro diz que Colômbia tem plano de realizar atentado contra a Venezuela

© Sputnik / Stringer / Abrir o banco de imagensPresidente venezuelano Nicolás Maduro fala perante apoiadores em Caracas, Venezuela
Presidente venezuelano Nicolás Maduro fala perante apoiadores em Caracas, Venezuela - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O ministro da Comunicação e Informação da Venezuela, Jorge Rodríguez, acusou o governo colombiano de patrocinar novos planos de ataques terroristas contra instituições do Estado venezuelano.

"Onde está a agressão? Onde cheira mal na Colômbia? Toda vez que há uma ação para atacar, afetar a tranquilidade dos venezuelanos, tudo cheira mal na Colômbia, tudo leva a Iván Duque, tudo leva a Álvaro Uribe (2002-2010), tudo leva ao 'paramilitarismo' e ao tráfico de drogas", disse ele durante um comício do Palácio de Miraflores (sede do governo).

Rodriguez revelou que há evidências de supostos ataques explosivos contra a sede das Forças de Ações Especiais (FAES), o Palácio da Justiça.

"No dia 17 de agosto, membros do poder popular notaram algumas sacolas suspeitas jogadas na sede da FAES, em Propatria, município de Libertador, sacolas com dispositivos explosivos, carregados com C4, que tentaram ser detonados lá ", afirmou.

De acordo com o ministro, as autoridades prenderam um cidadão com dupla nacionalidade venezuelana e colombiana, que é suspeito de ter colocado os explosivos.

"Depois de detectar os dispositivos, começou uma operação de inteligência que levou à captura de um cidadão colombiano, chamado Luis Ricardo Gómez Peñaranda, que tem dupla cidadania e foi preso no dia 29 de agosto", afirmou.

O governo venezuelano acusou repetidamente a Colômbia de promover planos desestabilizadores, sob a tutela dos Estados Unidos, para remover o presidente Nicolás Maduro do poder.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала