Moratória da Argentina dificultará acesso a crédito e reeleição de Macri, diz economista

© AP Photo / Natacha PisarenkoPresidente argentino Mauricio Macri votando nas primárias em Buenos Aires em 17 de agosto de 2017
Presidente argentino Mauricio Macri votando nas primárias em Buenos Aires em 17 de agosto de 2017 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O plano do governo do presidente argentino Mauricio Macri de parcelar sua dívida internacional irá dificultar possíveis financiamentos no futuro e trará dificuldades eleitorais. A avaliação é do economista e especialista em comércio internacional Welber Barral.

O ministro da Fazenda da Argentina, Hernán Lacunza, informou nesta semana que Buenos Aires tentará uma renegociação de suas dívidas de médio e longo prazo. Já as dívidas de curto prazo não serão pagas no cronograma previsto.

O Fundo Monetário Internacional (FMI) emprestou US$ 57 bilhões para a Argentina. É o maior empréstimo da história do fundo.

Pós-doutor em Direito do Comércio Internacional pela Universidade de Georgetown, Barral lembra que a Argentina deu calote em sua dívida durante o mandato de Néstor Kirchner (2003-2007) e que a atual medida de Macri irá dificultar o acesso de Buenos Aires ao mercado de crédito internacional no futuro, assim como futuros planos de construção de infraestrutura. 

"A situação macroeconômica da Argentina não é simples, ao contrário do Brasil, eles não têm grandes reservas internacionais", diz. 

Ainda de acordo com Barral, a medida irá dificultar os planos de reeleição de Macri. O sócio-diretor da BMJ Consultores Associados analisa que a "expectativa" de uma melhora econômica com Macri não aconteceu porque o presidente, que assumiu em 2015, não conseguiu aplicar as medidas "ortodoxas que eram necessárias" e devido ao cenário econômico global e brasileiro.

O primeiro turno da eleição presidencial argentina será em 27 de outubro. Já um possível segundo turno será em 24 de novembro.

A chapa composta por Alberto Fernández e Cristina Kirchner venceu com ampla margem as prévias do pleito. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала