- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Bolsonaro chama alerta sobre Amazônia de Macron de 'mentalidade colonialista'

© Foto / Agência Brasil/Valter CampanatoPresidente Bolsonaro posa para fotos na saída do Palácio da Alvorada
Presidente Bolsonaro posa para fotos na saída do Palácio da Alvorada - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, não gostou da declaração do seu colega francês sobre Amazônia e atacou de volta.

Nesta quinta-feira, o presidente da França, Emmanuel Macron, manifestou sua preocupação com os incêndios na Amazônia, classificando a tragédia de "crise internacional". Em sua conta no Twitter, a autoridade de Paris prometeu levar o assunto à cúpula do G7, que será realizada neste fim de semana.

A declaração do francês repercutiu na rede e dividiu a internet brasileira. Parte dos usuários criticou Macron por interferir nos assuntos internos do país. Muitos, no entanto, agradeceram a preocupação, na esperança de que Brasília reaja mais rápido em caso de pressão externa.

O presidente Jair Bolsonaro ficou com o primeiro grupo e não gostou dos comentários do líder europeu. Para ele, Macron "instrumentalizou" tema para lucrar politicamente e, além disso, apresentou uma "mentalidade colonialista".

​Mais cedo, em uma transmissão ao vivo no Facebook, Bolsonaro também criticou "alguns países" por aproveitar a situação e criticar o Brasil.

"Um país teve a desfaçatez de falar 'a nossa Amazônia'. Estão interessados em ter um dia um espaço da nossa Amazônia para eles", reclamou o político.

"Alguns países aproveitam o momento para potencializar as críticas contra o Brasil. Para prejudicar nosso agronegócio e economia. E recalcar o Brasil a uma posição subalterna", concluiu.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала