Síria: Rússia registra mais 35 ataques na zona de desescalada de Idlib

© Sputnik / Mohamed MaarufUma rua no subúrbio Tadef de Aleppo, em finais de março de 2017
Uma rua no subúrbio Tadef de Aleppo, em finais de março de 2017 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Militares russos registraram 35 ataques de militantes nas províncias sírias de Aleppo e Latakia, localizadas na zona de desescalada de Idlib, ao longo da última quarta-feira, segundo informou o major-general Aleksei Bakin, chefe do Centro Russo de Reconciliação na Síria.

"Trinta e cinco incidentes de bombardeios foram registrados em 14 de agosto", afirmou Bakin nesta quinta-feira, sublinhando que grupos armados ilegais seguem violando o regime de cessar-fogo na zona de desescalada de Idlib.

De acordo com o oficial, militantes teriam atacado oito assentamentos na província de Aleppo e outros 15 em Latakia. 

​A Síria está mergulhada em uma sangrenta guerra civil desde 2011, com as forças do governo tendo que lutar contra numerosos grupos armados de oposição, incluindo organizações terroristas. A Rússia, por sua vez, é, ao lado da Turquia e do Irã, uma das fiadoras do cessar-fogo no país, além de apoiar Damasco na luta contra os extremistas, fornecer ajuda humanitária à população local e ajudar os refugiados em seu retorno para casa.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала