Pastor evangélico da Coreia do Sul entra na corrida presidencial da Bolívia

© Sputnik / Sergei Guneev / Abrir o banco de imagensEvo Morales, presidente da Bolívia, em Moscou
Evo Morales, presidente da Bolívia, em Moscou - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O pastor evangélico sul-coreano Chi Hyun Chung é o mais novo nome das eleições presidenciais da Bolívia. Ele tentará impedir o atual presidente, Evo Morales, de conseguir sua terceira reeleição consecutiva em 20 de outubro deste ano.

"Ele é um novo candidato, como as pessoas querem, para começar a construção de uma nova Bolívia democrática", disse Luis Ayllón, presidente do partido de Chi, o Partido Democrata Cristão.

O hoje pastor e candidato presidencial chegou à Bolívia em 1992, aos 12 anos de idade, e é médico em universidades locais. Ele será o segundo candidato presidencial de origem asiática na história do país, depois que o engenheiro civil Michiaki Nagatani, filho de imigrantes japoneses, competiu contra Morales em 2005.

Até o momento, são nove candidatos confirmados ao cargo de presidente

Segundo pesquisas, Morales está próximo de conseguir 40% dos votos — o suficiente para ser eleito no primeiro turno. O segundo colocado nas pesquisas é o ex-presidente Carlos Mesa (2003-2005), com 24% das intenções de voto.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала