Conjunto de 34 geoglifos é encontrado no sul do Peru

Nos siga noTelegram
Um conjunto de 34 geoglifos (figuras construídas em encostas ou planícies) foi encontrado em Pampa de Majes, na cidade peruana de Arequipa.

Os geoglifos teriam como propósito o culto das culturas pré-hispânicas à água, afirmou o arqueólogo Luis Villegas, diretor do projeto de pesquisa que fez a descoberta.

"Em pampa foram identificadas aproximadamente 200 áreas arqueológicas, entre caminhos, petróglifos, geoglifos, terraplanagens agrícolas, que acreditamos que foram utilizados como uma forma de culto à água", afirmou.

Pampa de Majes é um deserto na zona costeira de Arequipa, onde as pesquisas ocorrem desde 2015 como parte de um estudo do impacto ambiental da empresa de mineração Zafranal, que tentava certificar a inexistência de restos arqueológicos na área.

Esses geoglifos são de um período entre os anos 500 a.C. e 500 d.C., correspondendo à cultura Majes-Siguas e Nazca.

CC BY 4.0 / © 2019 Prieto et al. / PLOS / Esqueletos de criança e de espécies de camelídeos enterrados durante rituais de sacrifício no Peru, datado do século XV
Conjunto de 34 geoglifos é encontrado no sul do Peru - Sputnik Brasil
Esqueletos de criança e de espécies de camelídeos enterrados durante rituais de sacrifício no Peru, datado do século XV

"Encontramos 11 tipos de geoglifos. Os mais abundantes são os que possuem forma de ziguezague, mesmo que haja representações zoomorfas, antropomorfas e campos varridos", explicou Villegas.

O especialista também argumentou que, no início da cultura Nazca, houve mudanças climáticas fortes que provocaram avalanches, por isso, as sociedades antigas de Majes estavam expressando o enfrentamento da natureza e os geoglifos poderiam fazer parte disso.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала