Governo de Hong Kong diz que manifestantes 'ultrapassaram os limites de uma sociedade civilizada'

© AP PhotoConfrontos durante protestos em Hong Kong
Confrontos durante protestos em Hong Kong  - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O governo de Hong Kong criticou nesta quarta-feira (13) as recentes ações de manifestantes no Aeroporto Internacional local, que resultaram em violência e ataques à polícia.

"O governo condena severamente esses atos violentos, que são ultrajantes e ultrapassaram os limites de uma sociedade civilizada. A polícia tomará medidas implacáveis ​​para levar as pessoas envolvidas à justiça", disse o comunicado.

O governo lembrou que um grande número de manifestantes estava se reunindo no aeroporto, paralisando as operações do local e causando o cancelamento de voos.

"À noite, alguns manifestantes violentos ficaram ainda piores quando cercaram e agrediram um turista e um repórter, bem como impediram uma equipe de ambulância de levar o turista ao hospital", também afirmou o comunicado governamental.

Os protestos no centro financeiro começaram há mais de dois meses após a legislatura local abrir debates sobre um projeto de lei que permitiria a extradição para a China continental.  A chefe do governo local, Carrie Lam, declarou que o projeto está "morto"

As manifestações agora pedem o direito ao voto universal e proteção legal contra processos.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала