EUA impõem sanções econômicas totais contra a Venezuela e congelam bens do governo

© Sputnik / Ilia Pitalev / Abrir o banco de imagensPresidente dos EUA, Donald Trump, durante na Cúpula do G20 em Osaka, no Japão
Presidente dos EUA, Donald Trump, durante na Cúpula do G20 em Osaka, no Japão - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente Donald Trump vai anunciar nesta terça-feira (5) sanções econômicas totais contra o governo de Nicolás Maduro, congelando todos os bens do governo e proibindo transações contra a Venezuela.

Segundo o jornal Wall Street Journal, essa é a primeira vez em 30 anos que o governo dos EUA toma esse tipo de atitude contra um governo ocidental.

A medida foi tomada através de uma ordem executiva assinada na noite desta segunda pelo presidente Donald Trump.

"Todas as propriedades e interesses em propriedade do Governo da Venezuela que estão nos Estados Unidos ... estão bloqueados e não podem ser transferidos, pagos, exportados, retirados ou de outra forma negociados", diz a ordem executiva, segundo a agência Reuters.

As novas sanções colocam a Venezuela ao lado de Cuba, Coreia do Norte, Irã e Síria, únicos países a sofrerem restrições semelhantes por parte dos EUA na atualidade.

As medidas incluídas na ordem executiva concedem 21 isenções a organizações internacionais e não-governamentais para serviços como bens humanitários, correspondência, alimentos, remédios e internet.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала