Chancelaria russa qualifica como 'erro grave' saída dos EUA do Tratado INF

© Sputnik / Yuri KuydinDestruição de mísseis de curto alcance no âmbito do Tratado INF com os EUA (foto de arquivo)
Destruição de mísseis de curto alcance no âmbito do Tratado INF com os EUA (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Washington criou propositalmente ao redor do Tratado INF uma crise praticamente insuperável, de acordo com declaração do Ministério das Relações Exteriores da Rússia sobre a saída dos EUA e o encerramento do acordo de décadas.

"Washington cometeu um erro grave. Lançando uma campanha de propaganda, baseada em uma notória desinformação sobre as violações dos termos do Tratado INF, que teriam sido cometidas pela Rússia, os EUA criaram propositalmente ao redor do tratado uma crise praticamente insuperável. O motivo é claro: EUA queriam se livrar das restrições estabelecidas a eles", detalha a declaração do ministério.

No dia 2 de agosto, o Tratado INF foi encerrado. No início do ano, Washington anunciou saída unilateral do acordo, acusando a Rússia de ter violado o tratado. Moscou nega todas as alegações. No início de julho, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, assinou o decreto sobre a suspenção do acordo.

Vale destacar que o chanceler da Rússia, Sergei Lavrov, acentuou que a Rússia tem sérias perguntas a fazer a Washington quanto ao cumprimento norte-americano do acordo. De acordo com Lavrov, as acusações dos EUA sobre violação russa do INF são infundadas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала