EUA chamam países da Europa e Ásia para coalizão para patrulhar estreito de Ormuz

© AP Photo / Andrew HarnikMike Pompeo
Mike Pompeo - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os Estados Unidos convidaram Reino Unido, França, Alemanha, Noruega, Japão, Coreia do Sul e Austrália para se unirem a uma coalizão para patrulhar o estreito de Ormuz, informou o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo.

Na segunda-feira (22), Pompeo declarou que Washington está disposto a criar uma coalizão para patrulhar o estreito de Ormuz, que liga o Golfo Pérsico ao Golfo de Omã.

Pompeo ressaltou que cada país interessado na segurança do estreito de Ormuz "deve participar [da coalizão] não só para defender seus próprios interesses, mas o entendimento fundamental de vias navegáveis ​​livres e abertas".

As declarações foram dadas em entrevista à Fox News.

No dia 19 de julho, o Guarda Revolucionária Islâmica do Irã relatou que apreendeu o petroleiro Stena Impero no estreito de Ormuz, alegando violação das normas internacionais.

A bordo do navio, que navegava sob a bandeira britânica, havia 23 tripulantes, incluindo três cidadãos russos, além de nacionais da Índia, Letônia e Filipinas.

O presidente do parlamento do Irã, Ali Lariyani, reconheceu no domingo (21) que o Stena Impero foi detido em retaliação pelo Grace 1, o petroleiro detido desde o início deste mês em Gibraltar com um carregamento de petróleo bruto iraniano.

Suspeita-se que o Grace 1 estivesse transportando petróleo para uma refinaria síria sob sanções da União Europeia, mas o Irã nega que este era o destino do navio.

A apreensão do Grace 1 foi prorrogada duas vezes, a última até 15 de agosto.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала