Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

5 dicas para não cair na rede dos hackers

© Sputnik / Aleksei Malgavko / Abrir o banco de imagensHacker
Hacker - Sputnik Brasil
Nos siga no
Com a divulgação de conversas privadas de figuras importantes da Operação Lava Jato, a discussão sobre segurança digital está em alta. A Sputnik Brasil conversou com um especialista e tem 5 dicas para você se proteger no ambiente digital.
  • Ative a autenticação em dois fatores

A autenticação em dois fatores ativa uma camada adicional de segurança para suas contas digitais. Dessa forma, mesmo que alguém tenha sua senha, não conseguirá invadir sua privacidade. A segundo fator de segurança pede uma informação adicional para permitir acesso, como um número enviado por SMS para seu celular ou um código direcionado para seu e-mail. 

A autenticação em dois fatores está disponível em em redes sociais como Twitter, Facebook e WhatsApp.

  • Use senhas fortes

Nada de usar sua data de aniversário ou de alguém da sua família. O recomendado é utilizar uma senha diferente para cada conta. Existem gerenciadores de senha gratuitos que te ajudam a gerar códigos de acesso complexos (com números e letras) para cada conta que tiver.

  • Mantenha seus programas e sistema operacional atualizado

As atualizações de programas, aplicativos e sistemas operacionais costumam trazer melhorias de segurança. É importante sempre manter seus aparelhos digitais atualizados, isso tornará mais difícil a vida de quem tentar invadir sua privacidade.

  • Use antivírus

Tenha um antivírus ativo e atualizado, ainda que ele seja gratuito. Esses programas são importantes para garantir sua proteção digital. 

  • Desconfie

O provérbio "quando a esmola é demais, o santo desconfia" também vale para as redes sociais e a internet. Promoções e ofertas muito chamativas costumam ser utilizadas para atrair e enganar pessoas. 

O advogado especialista em direito digital Marcelo Bulgueroni ressalta que os usuários devem ler os termos e condições dos aplicativos e programas que utilizam e verificar as permissões que cada aplicativo pede.

"Você deve se comportar como se alguém tocasse a campainha na sua casa para dizer 'Eu sou seu vizinho, posso entrar, por favor? Prometo que vou ficar só na sala, mas de vez em quando vou dar uma olhada no seu quarto e, de vez em quando, levar alguma coisa. Você me autoriza? Quando algúem me pede uma autorização no aplicativo, é preciso pensar duas vezes", diz Bulgueroni à Sputnik Brasil. 

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала