Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

China e Camboja têm acordo secreto para uso de base naval, diz jornal

© REUTERSSoldados do Exército de Libertação Popular da China navegam até a nova base militar chinesa em Djibouti
Soldados do Exército de Libertação Popular da China navegam até a nova base militar chinesa em Djibouti - Sputnik Brasil
Nos siga no
China e Camboja assinaram um acordo secreto permitindo que os chineses usem uma base naval cambojana.

Pelo acordo, a China tem o direito exclusivo de usar a base naval de Ream, no Golfo da Tailândia, perto de um grande aeroporto que está sendo construído por uma empresa chinesa, informou o Wall Street Journal neste domingo (21).

O acordo de 30 anos pode ser automaticamente prolongado a cada 10 anos. Detalhes exatos do acordo permanecem desconhecidos, mas a China terá o direito de contratar militares, armazenar armas e atracar navios na base.

A base expandirá as capacidades chinesas para proteger seus interesses no Mar do Sul da China e aumentar a presença perto do estreito de Malaca.

No entanto, autoridades chinesas e cambojanas refutaram os rumores, dizendo que nenhum acordo foi assinado.

O Mar do Sul da China é uma área disputada, por Brunei, China, Malásia, Filipinas, Taiwan e Vietnã, todos com diferentes reivindicações territoriais.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала