Ministério da Defesa: não há nem houve forças terrestres russas na Síria

© Sputnik / Mikhail Voskresensky / Abrir o banco de imagensEspecialistas militares russos realizam treinamentos de militares sírios
Especialistas militares russos realizam treinamentos de militares sírios - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Ministério da Defesa da Rússia negou as alegações sobre a participação de "forças terrestres" e "unidades especiais" russas em combates na província síria de Idlib.

"A informação divulgada pela agência de notícias britânica Reuters sobre a suposta participação de 'forças terrestres' e 'subunidades especiais' russas em combates na província de Idlib (Síria) é mais uma falsificação. Não há quaisquer 'forças terrestres' russas na Síria e nunca houve", diz o comunicado.

Nota-se que, nos termos dos acordos russo-turcos de 2017, apenas foram instalados postos de observação da polícia militar russa ao longo do perímetro da zona de desescalada de Idlib que, juntamente com seus homólogos turcos, controlam o cumprimento do regime de cessar-fogo.

Zona de desescalada

Em 17 de Setembro do ano passado, em Sochi, os ministros da Defesa russo e turco assinaram um memorando sobre a estabilização da situação na zona de desescalada de Idlib e acordaram em estabelecer uma zona desmilitarizada na Síria em Idlib.

Mais de uma dezena de formações diferentes estão presentes no território da província de Idlib. A maior delas é a aliança de grupos pró-turcos Frente Nacional de Libertação e o grupo terrorista Jabhat al-Nusra (proibido na Rússia).

No total, de acordo com diferentes dados, há cerca de 30.000 militantes na província de Idlib, incluindo mercenários estrangeiros.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала