Astrônomos podem ter descoberto por que alguns exoplanetas não têm luas

© Foto / Pixabay / skeezeExoplaneta (apresentação artística)
Exoplaneta (apresentação artística) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Astrônomos pensam que os satélites dos gigantes gasosos acabam sendo expulsos da sua órbita para as regiões mais longínquas dos sistemas planetários.

Uma equipe internacional de astrônomos anunciou que talvez tenha descoberto a razão porque a maioria dos exoplanetas que pertencem ao tipo dos júpiteres quentes não têm luas.

De acordo com o comunicado à imprensa sobre o novo estudo, publicado no portal Phys.org, uma projeção de comportamento das exoluas mostrou que os satélites teriam sido expulsos das órbitas destes gigantes gasosos e permaneceriam nas regiões externas dos sistemas planetários, se transformando em análogos de Plutão.

© flickr.com / NASA/ BlueshiftImagem artística de exoplaneta extremamente quente
Astrônomos podem ter descoberto por que alguns exoplanetas não têm luas - Sputnik Brasil
Imagem artística de exoplaneta extremamente quente

Após modelar o comportamento das hipotéticas exoluas deambulantes, denominadas de "ploonets", os investigadores descobriram que inicialmente deviriam se formar em órbitas em redor de planetas gasosos gigantes, inclusive daqueles que giram a uma distância muito próxima da "estrela-mãe".

Entretanto, algum tempo mais tarde estes objetos são expulsos pela força da gravidade para o espaço exterior, evitam colisões com outros planetas e começam a girar ao redor da estrela anfitriã, mas seguindo uma trajetória de uma órbita excêntrica "parecida à de Plutão".

"Estas luas se transformariam em embriões planetários, ou mesmo em planetas completamente desenvolvidos, com órbitas próprias muito excêntricas", explica Jaime Alvarado-Montes da Universidade Macquarie (Austrália) e um dos líderes do estudo.

Segundo os cientistas, a existência de "ploonets" poderia explicar a razão por que os astrônomos encontraram mais de 4.000 exoplanetas, mas até agora não tenham conseguido detectar com precisão nenhuma exolua, apesar que investigações anteriores demonstraram que pelo menos alguns dos júpiteres quentes detectados deveriam ter grandes satélites.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала