Líder supremo do Irã diz que prisão do navio iraniano em Gibraltar não vai ficar 'sem respostas'

© AP Photo / Escritório do líder supremo iranianoAiatolá Ali Khamenei fala em Teerã, Irã (arquivo)
Aiatolá Ali Khamenei fala em Teerã, Irã (arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O líder supremo do Irã, o aiatolá Ali Khamenei, declarou que o seu país não deixará sem resposta a detenção do petroleiro iraniano Grace 1 no Estreito de Gibraltar.

"O governo britânico cometeu um ato de pirataria e atacou um de nossos navios (...) A República Islâmica e os membros do establishment iraniano não deixarão esse ato abominável sem resposta", escreveu Khamenei em sua conta no Twitter.

Em 4 de julho, as autoridades de Gibraltar (território britânico ultramarino) detiveram o petroleiro Grace 1, acusado de transportar petróleo bruto iraniano para a Síria, fato negado por Teerã.

​Gibraltar explicou que a prisão foi feita depois de receber informações de que "o navio Grace 1 estava agindo descumprindo as sanções impostas pela União Europeia à Síria".

Por sua vez, o chanceler espanhol, Josep Borrell, declarou que as autoridades de Gibraltar capturaram a embarcação a pedido dos Estados Unidos.

O Ministério das Relações Exteriores do Irã fez um protesto contra o embaixador do Reino Unido em Teerã, enquanto o porta-voz do ministério iraniano, Abbas Musavi, disse que Teerã considera a captura do petroleiro inadmissível por causa de sanções não baseadas em resoluções da ONU.

Já o vice-ministro das Relações Exteriores do Irã, Abás Araqchí, reiterou várias vezes que o petroleiro detido no Estreito de Gibraltar não transportava petróleo para a Síria.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала