ONU lança investigação sobre mortes na guerras às drogas nas Filipinas

© AP Photo / Bullit MarquezPresidente filipino Rodrigo Duterte
Presidente filipino Rodrigo Duterte - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) votou nesta quinta-feira (11) para organizar uma investigação sobre milhares de assassinatos na chamada "guerra às drogas" do presidente filipino Rodrigo Duterte — uma medida que demorou para ser tomada, segundo ativistas.

O governo de Duterte diz que cerca de 6.600 pessoas foram mortas pela polícia em tiroteios com suspeitos de traficar drogas desde que o presidente foi eleito em 2016. Ativistas dizem que o número de mortos é de pelo menos 27 mil.

Uma resolução, liderada pela Islândia, foi adotada no fórum em Genebra por uma votação de 18 países a favor e 14 contra, incluindo a China, com 15 abstenções, incluindo o Japão.

"Apresentamos um texto equilibrado com um pedido muito modesto — simplesmente solicitando à alta comissária que prepare um relatório para discussão até junho do ano que vem", disse o embaixador da Islândia, Harald Aspelund. A Islândia se juntou ao Conselho de 47 membros no ano passado depois que os Estados Unidos saíram. 

A delegação das Filipinas fez lobby contra a resolução, que pede uma investigação sobre as mortes às autoridades nacionais e à Alta Comissária da ONU para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet, um relatório dentro de um ano. 

O embaixador das Filipinas, Evan Garcia, tomou a palavra novamente após a votação para ler uma declaração do Ministério das Relações Exteriores de Manila.

"A tentação é forte para se afastar de tudo isso, com merecido desprezo pela minoria de países que têm a menor posição moral para levantar suas falsas questões para o descrédito do Conselho de Direitos Humanos", disse. "Mas as Filipinas continuam fiéis à causa dos direitos humanos".

Duterte, questionado por repórteres em Manila se permitirá o acesso de oficiais da ONU ao país, respondeu: "Deixe-os declararem seu propósito e eu vou revisá-los".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала