Irã anuncia enriquecimento de urânio e ONU pede cumprimento do acordo nuclear

© REUTERS / Mohamad TorokmanSecretário-geral da ONU, António Guterres, participa de uma coletiva em Ramallah, Cisjordânia
Secretário-geral da ONU, António Guterres, participa de uma coletiva em Ramallah, Cisjordânia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Antonio Guterres, pediu ao Irã que mantenha seus compromissos com o Plano de Ação Integral (JCPOA).

A declaração vem logo depois de o Irã anunciar que ultrapassou os limites estabelecidos pelo acordo para o enriquecimento de urânio. A declaração foi feita pelo vice-porta-voz da ONU, Farhan Haq, durante uma coletiva de imprensa nesta segunda-feira (8).

O Irã anunciou que começou a enriquecer urânio além do limite de 3,67% descrito no JCPOA mais cedo também nesta segunda-feira (8). A medida veio em resposta ao fracasso dos signatários do JCPOA em proteger os interesses econômicos do Irã.

Em 8 de maio de 2018, Washington retirou-se totalmente do JCPOA e reimpôs sanções econômicas ao Irã. Um ano depois, Teerã anunciou sua decisão de suspender algumas de suas obrigações sob o acordo, dando aos outros signatários - França, Alemanha, Reino Unido, Rússia, China e União Europeia - um prazo de 60 dias para contornar as sanções e salvar o acordo.

O prazo terminou no domingo (7), quando o Irã anunciou que reduzirá ainda mais suas obrigações sob o acordo nuclear.

Teerã disse que começará o processo de enriquecimento de urânio acima do nível de 3,67% estipulado pelo acordo.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала