- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Maia classifica saída de Levy do BNDES como 'covardia sem precedentes'

© Tânia Rêgo/Agência BrasilO presidente das Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, participa do seminário Reforma da Previdência - uma Reflexão Necessária, no Centro Cultural da FGV, no Rio de Janeiro
O presidente das Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, participa do seminário Reforma da Previdência - uma Reflexão Necessária, no Centro Cultural da FGV, no Rio de Janeiro - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse nesta segunda-feira (17) que as recentes saídas no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) foram de uma "covardia sem precedentes".

Jair Bolsonaro (PSL) disse no sábado que o presidente do BNDES, Joaquim Levy, estava com "cabeça a prêmio" e também criticou Marcos Pinto, que ocupava cargo no banco público.

Após as críticas públicas do presidente da Repúblico, Levy e Pinto renunciaram.

Ministro Sérgio Moro chega ao lado do presidente Jair Bolsonaro a um evento militar em Brasília - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Bolsonaro diz que armar população pode evitar golpes de Estado

"Demitir faz parte da vida, é um direito do governo", disse Maia, segundo o G1. "Se é para demitir, chama e demite. Ninguém é obrigado a ficar com um servidor de confiança se deixou de ser de confiança. Agora, tratar da qualidade dos dois desta forma, eu achei muito ruim."

O presidente da Câmara também afirmou que foi criada uma "suspeição" sobre o trabalho de Pinto e que o episódio foi uma "covardia sem precedentes".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала