Aniquilação do dólar? Rússia estuda criação de criptomoeda respaldada em ouro

© Sputnik / Valery Titievsky / Abrir o banco de imagensBarras de ouro (imagem de arquivo)
Barras de ouro (imagem de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Uma nova proposta está sendo estudada pela Rússia de criação de uma criptomoeda respaldada por ouro, que poderia ser usada nas operações transfronteiriças com outros países.

A ideia ousada, que está sendo considerada pelo Banco Central da Rússia (CBR, na sigla em inglês), foi apresentada por Vladimir Gutenev, deputado da Duma de Estado (câmara baixa do parlamento russo).

O deputado sugeriu o início do debate para criar um meio de troca descentralizado nacional, denominado em ouro.

Ouro - Sputnik Brasil
'Febre do ouro': como bancos centrais lançam ofensiva contra dólar
"Quanto às operações bilaterais, consideraremos, é claro, a proposta sobre uma criptomoeda vinculada ao ouro. Mas, na minha opinião, é mais importante desenvolver as operações em moedas nacionais", disse Elvira Nabiullina, chefe do Banco Central, ao comentar a nova proposta.

Ao contrário das moedas virtuais comuns, que não são seguras porque não são apoiadas por nada, as criptomoedas lastreadas em ouro têm seu valor atrelado a um ativo real, explica o deputado.

Para Gutenev, a nova moeda combinaria a qualidade de moeda digital com o fato de ser uma moeda estável, ou seja, ter um valor estável.

"A princípio, [o Banco Central russo] opõe-se à introdução de moedas criptografadas no nosso sistema monetário. Não vemos possibilidade de que as moedas criptografadas, de fato, cumpram a função de substitutos monetários", afirmou Nabiullina.

Contudo, a presidente da entidade bancária russa observa que o regulador poderia estudar a possibilidade de criar moedas estáveis, que tenham um ativo real por trás.

Barras de ouro (imagem de arquivo) - Sputnik Brasil
'Mau sinal' para o mundo: por que razão Rússia compra tanto ouro?
O aumento das reservas de ouro, a fim de diversificar as reservas internacionais do país e reduzir a dependência do dólar americano, tem feito parte da política nacional da Rússia, cujas reservas do metal precioso e divisas em breve atingirão US$ 500 bilhões - volume suficiente para enfrentar episódios de crise.

Em maio, o Conselho Mundial do Ouro (WGC) comunicou que Moscou liderou entre os maiores compradores mundiais de ouro no primeiro trimestre deste ano.

O relatório do conselho apontou que a Rússia acrescentou 55,3 toneladas aos seus cofres, trazendo suas vastas reservas de ouro para 2.168,3 toneladas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала