Potencialmente perigosos: devemos nos preocupar com asteroides que nos cercam?

© Fotolia / AND IncAsteroide se aproximando da Terra (imagem referencial)
Asteroide se aproximando da Terra (imagem referencial)  - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Agência Espacial Europeia (ESA) atualizou a lista de asteroides que representam ameaça potencial para a Terra. Ivan Moiseev, diretor do Instituto de Política Espacial da Rússia, explicou ao serviço russo da Rádio Sputnik a possibilidade de existir um risco real de colisão.

O incidente mais perto de acontecer seria uma hipotética colisão da Terra com o asteroide 2006QV89. De acordo com especialistas da ESA, isso pode acontecer no dia 9 de setembro deste ano, tendo uma probabilidade de uma em sete mil.

Com 109 metros de comprimento e 48,5 metros de largura, este corpo celeste já passou algumas vezes pela Terra nos anos 50, 60, 70 e 80, mas só foi possível observá-lo com telescópio em 2006 de observatório no Arizona.

Fragmento de asteroide, imagem da NASA - Sputnik Brasil
Será que este inverno é último? Asteroide com tamanho de campo de futebol se aproxima da Terra
A próxima aproximação do asteroide será em 2032. No topo da lista de potenciais ameaças, se encontra o asteroide 2010RF12. Especialistas acreditam que uma aproximação perigosa dele ao nosso planeta venha a ocorrer em 2095.

A probabilidade de colisão é uma em 16. Ivan Moiseev, diretor do Instituto de Política Espacial da Rússia, explicou para o serviço russo da Rádio Sputnik como entender a definição de "potencialmente perigoso" de um asteroide.

Asteroide se aproximando da Terra (imagem ilustrativa) - Sputnik Brasil
Asteroide 2 vezes maior do que Grande Pirâmide de Gizé passou perto da Terra, revela NASA
"Há uma grande quantidade de asteroides. Alguns deles são classificados como potencialmente perigosos. Mas isso não significa que estejamos diante de uma colisão com eles, o que significa que estão relativamente próximos da Terra, e, em um futuro muito distante e incerto, as possíveis mudanças gravitacionais na sua trajetória podem, em teoria, levar a uma colisão”, disse Moiseev.

Segundo cientista, "dos asteroides que são conhecidos, não há um único que carregue um risco real para a Terra. Aproximação ocorre com bastante frequência, mas uma verdadeira ameaça, pelo menos em um futuro previsível, não existe", concluiu.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала