Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

EUA reconhecem mau estado da maioria dos bombardeiros pesados B-1B Lancer, escreve mídia

© AP Photo / Força Aérea dos EUABombardeiro estratégico dos EUA B-1B Lancer (foto de arquivo)
Bombardeiro estratégico dos EUA B-1B Lancer (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga no
A maioria dos bombardeiros pesados B-1B Lancer da Força Aérea dos EUA está alegadamente em estado sério de degradação, indica a Military Watch.

A edição cita uma avaliação recente do Subcomitê das Forças Armadas e das Forças de Projeção da Câmara dos Representantes, segundo a qual menos de 15% da sua frota de mais de 60 bombardeiros B-1B estão atualmente capacitados para missões.

"Problemas com a prontidão de combate entre a frota de B-1B colocaram a capacidade geral de ataque de longo alcance da Força Aérea dos EUA 'em um risco acrescido', com um número considerável de problemas estruturais surgindo como resultado da complexidade e idade considerável da aeronave", diz a publicação.

Bombardeiro B-52H da Força Aérea dos Estados Unidos  - Sputnik Brasil
Quem está adiando modernização dos bombardeiros B-52 dos EUA?
O mais novo B-1 foi lançado há 31 anos, e estes complexos aviões estão a tornar-se mais caros de manter e sua fiabilidade deixa muito a desejar.

O Comando da Força Aérea dos EUA declarou repetidamente sua intenção de remover os Lancer do serviço, mas sem nomear prazos específicos.

Além dos defeitos, a vulnerabilidade da aeronave transportadora de mísseis aos modernos sistemas de defesa aérea é considerada uma desvantagem. Ao mesmo tempo, o B-52 permanecerá em serviço pelo menos até 2040, tanto em termos de idade como de tecnologia.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала