Rússia nega negociações com os EUA e Israel em novo acordo para conflito na Síria

© Sputnik / Mikhail Voskresenskiy / Abrir o banco de imagensPrédio destruído na linha de frente das Forças Armadas da Síria
Prédio destruído na linha de frente das Forças Armadas da Síria - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Rússia não está examinando nenhum acordo com os EUA e Israel sobre a Síria, disse o vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Vershinin, disse à Sputnik.

O jornal pan-árabe Asharq Al Awsat informou em 3 de junho, citando fontes diplomáticas ocidentais, que os EUA e Israel pretendem propor à Rússia, na reunião trilateral em Jerusalém, um acordo sobre a Síria que consistiria em reconhecer a legitimidade do presidente Bashar Assad.

"Não é sobre nenhum acordo, é especulação", disse Vershinin, comentando informações na mídia sobre o alegado acordo trilateral.

Tanque T-55 (imagem referencial) - Sputnik Brasil
Terroristas tentam destruir tanque de produção soviética na Síria, mas resultado é duvidoso (VÍDEO)
Segundo o vice-chanceler, a Rússia trabalha para "alcançar a estabilidade e encontrar uma solução na Síria, como em toda a região, sobre uma base sólida de respeito pela soberania, independência política e integridade territorial de todos os países da região".

A Síria vive desde março de 2011 um conflito no qual forças do governo são confrontadas por facções armadas de oposição e grupos terroristas.
Centenas de milhares de pessoas perderam a vida durante estes 8 anos.

A solução do conflito é buscada em duas plataformas, a de Genebra, sob os auspícios da ONU, e a de Astana (na capital do Cazaquistão, que no final de março passou a ser chamada Nur-Sultán), co-patrocinada pela Rússia, Turquia e Irã.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала