Porta-aviões e bombardeiro estratégico dos EUA realizaram manobras nas proximidades do Irã

© AP Photo / Hassan AmmarPorta-aviões norte-americano Abraham Lincoln ao lado de caças F-18 durante exercícios no golfo Pérsico
Porta-aviões norte-americano Abraham Lincoln ao lado de caças F-18 durante exercícios no golfo Pérsico - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os exercícios foram realizados em meio às tensões entre Washington e Teerã, após EUA terem enviando um grupo naval de combate para o Oriente Médio, no mês passado, e terem ameaçado navegar para o golfo Pérsico, em função de uma suposta ameaça iraniana aos interesses dos Estados Unidos na região.

O porta-aviões USS Abraham Lincoln, caças, helicópteros e um bombardeiro estratégico B-52 realizaram exercícios conjuntos no Mar da Arábia, informou a Força Aérea dos EUA em um comunicado.

Secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo (imagem de arquivo) - Sputnik Brasil
Pompeo repreende 'regime islâmico' do Irã e diz que EUA podem dialogar sem precondições
De acordo com os norte-americanos, as manobras, que foram realizadas no sábado, "simularam operações de ataque" e envolveram os caças F/A-18 Super Hornets, MH-60 Sea Hawk e E-2D Growlers, simulando missões em conjunto com o bombardeiro B-52 (de longo alcance e com capacidade nuclear).

As tensões entre o Irã e os EUA escalaram no mês passado, após EUA terem enviando um grupo de bombardeiros, bombardeiros estratégicos e baterias de defesa antimísseis Patriot à região em resposta à supostas informações "profundas e sérias" sobre as ameaças impostas pelo Irã contra os EUA e seus interesses na região.

No domingo, o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, disse que os Washington estaria disposto a conversar com Irã quando este apreender a se comportar "como uma nação normal". O Ministério das Relações Exteriores do Irã, por sua vez, acusou Pompeo de "brincar com as palavras" e disse que uma mudança de conduta, e não apenas retórica, era necessária para a conversa acontecer. 

No início desta semana, o presidente iraniano, Hassan Rouhani, disse que Teerã estaria disposto a dialogar com os EUA, se Washington mostrar respeito ao Irã e seguir as regras internacionais.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала