Presidente austríaco demite governo do chanceler Kurz

Nos siga noTelegram
O presidente austríaco, Alexander van der Bellen, dissolveu o governo liderado pelo chanceler Sebastian Kurz após o Conselho Nacional da Áustria ter aprovado um voto de desconfiança contra o governo e seu chefe em meio a escândalo envolvendo o agora ex-vice-chanceler da Áustria, Heinz-Christian Strache.

Alexander van der Bellen, dissolveu oficialmente o governo liderado pelo chanceler Sebastian Kurz um dia depois de o Conselho Nacional da Áustria (câmara baixa do Parlamento) ter aprovado um voto de desconfiança contra o governo e seu chefe.

O presidente ordenou que o vice-chanceler Hartwig Loger assuma a chancelaria até que seja nomeado o chefe de gabinete interino.

Sebastian Kurz - Sputnik Brasil
Parlamento da Áustria aprova voto de desconfiança contra chanceler Sebastian Kurz
Em 27 de maio, os legisladores do Partido Socialdemocrata da Áustria e do Partido da Liberdade, de direita, aprovaram voto de desconfiança contra o governo do chanceler Sebastian Kurz, enquanto o Partido Popular Austríaco de Kurz e o partido liberal Nova Áustria e Foro Liberal (NEOS) votaram contra a moção.

Anteriormente, o agora ex-vice-chanceler da Áustria, Heinz-Christian Strache, e seus ministros do Partido da Liberdade (que esteve em coligação com Kurz até a semana passada), exceto o ministro das Relações Exteriores Karin Kneissl, se demitiram.

Esses eventos ocorreram em meio a um escândalo político que rebentou na Áustria na semana passada. A mídia divulgou vídeo de 2017 do vice-chanceler Strache discutindo um negócio que alegadamente ajudou o Partido da Liberdade nas eleições parlamentares com uma mulher apresentada pela mídia como uma sobrinha de um alegado oligarca russo da Letônia.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала