Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Premiê norte-macedônio anuncia 'faxina geral', demitindo 6 ministros e 78 funcionários

© AFP 2021 / Robert AtanasovskiO primeiro-ministro da Macedônia, Zoran Zaev, se dirige à nação durante uma cerimônia oficial de hasteamento da bandeira da OTAN em frente à sede do governo da Macedônia.
O primeiro-ministro da Macedônia, Zoran Zaev, se dirige à nação durante uma cerimônia oficial de hasteamento da bandeira da OTAN em frente à sede do governo da Macedônia. - Sputnik Brasil
Nos siga no
O primeiro-ministro da Macedônia e líder do União Social-Democrática (SDSM), Zoran Zaev, disse nesta segunda-feira que vai demitir pelo menos mais três ministros antes das possíveis negociações de adesão da Escópia com a Otan e a União Europeia.

"Haverá mudanças entre os ministros, vice-ministros e outros funcionários do governo, assim como diretores de empresas estatais e agências estatais. Estamos falando de muitos ministros, não vou lhes dar o número", disse Zaev em um vídeo postado pelo SDSM no Facebook.

Além dos 6 ministros demitidos, 3 dos quais vieram dos ministérios de justiça, cultura e educação, pelo menos mais três terão que sair, disse Zaev.

As remodelações estão a decorrer entre os preparativos de Escópia para receber o secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, para uma visita de 2 a 3 de junho.

Tanto Zaev como o presidente da Macedônia do Norte, Stevo Pendarovski, salientaram repetidamente que todas as reformas e esforços em curso servem para pavimentar o caminho do país rumo à União Europeia e à OTAN.

Soldado romeno com bandeira da OTAN - Sputnik Brasil
Parlamento grego ratifica protocolo sobre adesão da Macedônia do Norte à OTAN
Em 21 de abril, antes da eleição presidencial do país, os eleitores apresentaram a Zaev uma vassoura como símbolo de sua exigência de uma limpeza entre a elite política. Na semana passada, Zaev demitiu 78 membros do partido em 80 agências municipais. O conselho executivo do SDSM foi totalmente demitido, juntamente com seis vice-diretores, três secretários e o coordenador do fórum das mulheres.

Em fevereiro, a Macedônia do Norte mudou formalmente o nome do país após anos de controvérsia com a Grécia, que tem uma região que também é chamada de Macedônia. Sem o bloqueio, as aspirações dos norte-macedônios em relação à UE e OTAN tornaram-se realistas.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала