Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

EUA querem que Rússia se junte às pressões contra Irã na Síria

© Sputnik / Mikhail Voskresenky / Abrir o banco de imagensDestacamento iraniano na Síria
Destacamento iraniano na Síria - Sputnik Brasil
Nos siga no
As tensões entre os EUA e o Irã se intensificaram no início deste mês, depois do Pentágono ter enviado um grupo de porta-aviões e uma força-tarefa de bombardeiros para as proximidades do Irã, em resposta ao que Washington classificou de ameaça potencial de Teerã.

Ao discursar para a Comissão de Assuntos Externos da Câmara, o Representante Especial para a Síria e Enviado Especial à Coalizão Global para Derrota do Daesh, James Jeffrey, apelou à Rússia para influenciar o Presidente da Síria, Bashar Assad, a ordenar a retirada das forças iranianas do país.

​O alto funcionário prosseguiu dizendo que a Rússia e os EUA possuem interesses comuns na Síria.

Jeffrey afirmou que existem mais de 10 mil soldados de terceiros países na Síria, controlados pelo Irã, incluindo militantes do Hezbollah. O funcionário continuou afirmando que além do apoio militar direto, o Irã fornece drones, sistemas de radar e outros equipamentos aos combatentes.

Teerã foi acusado de usar a Síria como base para um possível ataque militar contra o vizinho Israel. Teerã negou essas alegações, ressaltando que apenas fornece assistência aos militares na Síria, a pedido de Damasco, para ajudar o país em sua luta contra o terrorismo.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала