Brasil vota na OMS contra acesso à saúde por palestinos

© REUTERS / Denis BalibouseSede da Organização Mundial da Saúde (OMS) em Genebra, Suíça
Sede da Organização Mundial da Saúde (OMS) em Genebra, Suíça - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O governo do Brasil, contrariando o seu histórico, votou contra uma resolução na Organização Mundial da Saúde (OMS) que defende garantias para a saúde de palestinos, informou o blog de Jamil Chade, na UOL.

A votação foi realizada na sede da organização, em Genebra, nesta quarta-feira. O texto do documento apresentava uma série de exigências ao governo de Israel para possibilitar o acesso aos serviços de saúde nos territórios palestinos ocupados.

Nobre Santuário ou Monte do Templo, na Cidade Velha de Jerusalém - Sputnik Brasil
Brasil pode mudar embaixada em Israel sem prejudicar relação com muçulmanos?
Apesar do voto Brasileiro, a resolução foi aprovada, com 96 votos favoráveis, 11 contrários e 21 abstenções. EUA e Israel também votaram contra.

O voto brasileiro reflete a mudança do curso da política externa do país, promovida pelo governo de Jair Bolsonaro. Assim, o Brasil mudou o seu voto no Conselho de Direitos Humanos da ONU, deixando de apoiar os palestinos e apoiando a pauta de Tel Aviv.

Segundo o documento aprovado, somente 61% dos palestinos conseguem aprovação para tratamento em hospitais israelenses, contra 92% em 2012. A resolução também denunciou o governo de Israel por vetar a importação de vacinas, ameaçando assim os programas de vacinação no território palestino.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала