Banco Central da Venezuela desmente renúncia a Visa, Mastercard e Maestro

Nos siga noTelegram
O Banco Central da Venezuela desmentiu a informação sobre a planejada cessação de funcionamento dos serviços internacionais de pagamento no país.

Nesta segunda-feira, o portal Banco y Negocios informou que o Banco Central da Venezuela e Superintendência das Instituições Bancárias do país (SUDEBAN, na sigla em espanhol) anunciaram a decisão de criar um sistema de operações financeiras próprio e renúncia aos acordos com os sistemas Visa, MasterCard e Maestro. Segundo o portal, as operações com cartões de débito devem ser paradas até 30 de novembro e as com cartões de crédito - até 30 de janeiro.

Manifestantes em Washington, DC, durante protesto contra a postura ameaçadora dos EUA em relação à Venezuela  - Sputnik Brasil
Revelados quantos bilhões de dólares Venezuela perdeu com bloqueio dos EUA

Segundo o comunicado do Banco Central, trata-se de criar uma plataforma tecnológica nacional adicional e alternativa para pagamentos. “A circular comum emitida não tem por objetivo pôr termo às franquias internacionais de cartões de débito e crédito”.

Antes, o presidente Maduro havia declarado que o país está ficando livre do dólar, embora as autoridades venezuelanas tivessem praticamente legalizado a circulação da moeda americana. De fato, a dolarização da economia do país tem continuado nos últimos meses – desde a permissão oficial de usar a moeda estrangeira.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала