Militares desertores se queixam de abandono de Guaidó

© Sputnik / Marco Bello / Abrir o banco de imagensJuan Guaidó
Juan Guaidó - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Mais de 60 ex-soldados venezuelanos que se refugiaram na Colômbia depois de desertarem das Forças Armadas Nacionais Bolivarianas (FANB) foram expulsos de seu hotel na cidade de Cúcuta, juntamente com suas famílias.

São cerca de 160 pessoas no total que afirmaram que o autoproclamado presidente da Venezuela, Juan Guaidó, não lhes dá nenhum apoio.

Nicolás Maduro, presidente da Venezuela - Sputnik Brasil
Maduro: negociações com oposição na Noruega começam com 'pé direito'
"Estamos à deriva, ninguém do nosso presidente, Juan Guaidó, que apoiamos 100%, nenhum deles chegou aqui", disse um desertor venezuelano, citado pela Telesur.

A razão para o despejo do hotel foi a falta de pagamento da dívida pelos serviços de alojamento e alimentação.

O governo da Colômbia ofereceu algumas opções para que os desertores continuassem desfrutando de abrigo em seu país, mas os desertores asseguram que essas medidas tirariam o status de refugiados e os faria perder a proteção política.

Agora, os ex-militares foram transferidos para as instalações do serviço de migração colombiano para decidir seu futuro e o que pode ser oferecido a eles.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала