EUA condenam ex-agente da CIA a 20 anos de prisão por tentar espionar para China

© AFP 2022 / Saul LoebLogotipo da CIA
Logotipo da CIA - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Um ex-funcionário da CIA foi condenado a 20 anos de prisão por tentar enviar informações sigilosas de defesa para a China em violação à Lei de Espionagem, informou o Departamento de Justiça dos EUA em um comunicado.

"Kevin Patrick Mallory, 62, de Leesburg, Virgínia, foi sentenciado hoje a 20 anos de prisão (…) depois de ter sido condenado no âmbito da Lei de Espionagem por conspiração para transmitir informações de defesa nacional a um agente da República Popular da China", informou o comunicado.

Equipe de segurança próximo a logo da Huawei durante lançamento do MateBook em Pequim. - Sputnik Brasil
CIA acusa Huawei de ser financiada por autoridades governamentais chinesas
Mallory visitou a China em março e abril de 2017, onde se encontrou com Michael Yang, que trabalhou para os serviços de inteligência da China, disseram os promotores.

O réu transferiu quatro documentos confidenciais para Yang e seu chefe por meio de um dispositivo de telecomunicações.

O ex-funcionário da CIA foi acusado de mentir para os investigadores, entregando e tentando entregar documentos de defesa para ajudar governos estrangeiros, acrescentou o texto.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала