Tudo pelo golpe de Estado? Venezuela acusa CIA de tentar subornar seus militares

© Sputnik / Vitaly Ankov / Abrir o banco de imagensMilitares venezuelanos
Militares venezuelanos - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Agência Central de Inteligência (CIA, na sigla em inglês) está ativamente presente na Venezuela tentando subornar altos comandantes do exército bolivariano, revelou o embaixador venezuelano para a ONU em Genebra, Jorge Valero.

A declaração foi feita pelo diplomata durante manifestação em uma coletiva de imprensa em Genebra.

"[Presidente dos EUA, Donald] Trump, quer derrubar regimes através de golpes de Estado. É por isso que a CIA está presente em quantidade significativa na Venezuela. A CIA tentou subornar altos oficiais militares do exército, mas não conseguiu."

Venezuela's National Guards stand guard at the National Electoral Council (CNE) headquarters in Caracas, Venezuela, April 21, 2016. - Sputnik Brasil
Edifício administrativo do Parlamento da Venezuela é fechado após ameaça de bomba
Em 30 de abril, o líder da oposição venezuelana, Juan Guaidó, que se proclamou presidente interino do país, lançou a chamada Operação Liberdade para retirar Nicolás Maduro do poder. Em um vídeo publicado no Twitter, Guaidó aparece ao lado de militares e do líder oposicionista Leopoldo López, que estava preso desde 2014 e foi libertado pelos rebeldes, na base aérea de La Carlota, em Caracas. Guaidó pediu uma "luta não violenta", disse ter os militares do seu lado e afirmou que "o momento é agora".

Maduro, por sua vez, afirmou que os principais comandantes militares mantêm a lealdade ao seu governo e pediu a "máxima mobilização popular para assegurar a vitória da paz".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала