Prisão de ativistas na embaixada venezuelana nos EUA foi pedido de Guaidó, diz porta-voz

© Sputnik / Marco Bello / Abrir o banco de imagensJuan Guaidó
Juan Guaidó - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
As autoridades estadunidenses prenderam quatro ativistas que protestavam em frente a embaixada da Venezuela, em Washington, a pedido de Juan Guaidó, líder da oposição, disse o porta-voz do Departamento de Estado, ao Sputnik nesta quinta-feira (16).

"Carlos Vecchio solicitou assistência dos EUA para limpar a embaixada de invasores", disse o porta-voz.

Militares venezuelanos - Sputnik Brasil
Tudo pelo golpe de Estado? Venezuela acusa CIA de tentar subornar seus militares
Os quatro ativistas pertencem ao Coletivo de Proteção da Embaixada, um grupo de cidadãos que morava dentro da embaixada desde 24 de abril, a convite de diplomatas venezuelanos, para impedir que a oposição dos EUA e da Venezuela assumisse os trabalhos no prédio.

O porta-voz do Departamento de Estado reiterou a opinião dos EUA de que o autoproclamado presidente interino Guaido tem autoridade legal sobre a embaixada venezuelana em Washington.

"Esse governo pediu aos intrusos que deixassem as instalações", disse o porta-voz.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала