EUA colocam Huawei e afiliadas em 'lista negra' do Departamento de Comércio

© AP Photo / Kin CheungUm logotipo da Huawei é exibido em uma loja de eletrônicos em Hong Kong.
Um logotipo da Huawei é exibido em uma loja de eletrônicos em Hong Kong. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Departamento de Comércio dos EUA colocou a fabricante de tecnologia chinesa Huawei e outras 70 afiliadas em uma lista negra comercial. A medida exigirá que os vendedores dos EUA obtenham licenças do governo dos EUA antes de comercializar produtos para as empresas da lista.

O Departamento de Comércio informou nesta quarta-feira ter motivos razoáveis para acreditar que "a Huawei está envolvida em atividades contrárias à segurança nacional dos EUA". Agências de inteligência dos EUA acusaram a empresa de colocar acesso "backdoor" em seus dispositivos sob ordens do governo chinês, uma característica que lhes permitiria espionar os usuários desses dispositivos. No entanto, Pequim e Huawei negaram que tal diretiva existe.

A Huawei é uma das maiores empresas de tecnologia da China e a segunda maior fabricante de celulares do mundo — à frente da Apple dos Estados Unidos, mas atrás da empresa coreana Samsung.

O secretário de Comércio Wilbur Ross disse em um comunicado que a medida "impedirá que a tecnologia americana seja usada por entidades de propriedade estrangeira de maneiras que possam minar a segurança nacional dos EUA ou interesses de política externa".

"O presidente Trump está agindo mais uma vez para proteger a segurança nacional dos EUA. Esta Ordem Executiva trata da ameaça representada por adversários estrangeiros à cadeia de fornecimento de serviços e tecnologia de informação e comunicações do país", disse Ross no início do dia. "Sob a liderança do presidente Trump, os americanos poderão confiar que nossos dados e infraestrutura estão seguros".

Huawei - Sputnik Brasil
Índia considera ignorar alertas dos EUA e conceder à Huawei direito de construir redes 5G
As empresas foram adicionadas à Lista de Entidades do Escritório de Indústria e Segurança (BIS), um dossiê de empresas estrangeiras e pessoas que demandam vários regulamentos de licenciamento caso companhias americanas desejem fazer negócios com.

No início da quarta-feira, o presidente dos EUA, Donald Trump, assinou uma ordem executiva que direcionava o Departamento de Comércio e outras agências relevantes dos EUA a elaborar um plano para impedir que empresas dos EUA usassem equipamentos de telecomunicações fabricados por fabricantes estrangeiras consideradas um "risco à segurança nacional".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала