Ex-chanceler chileno: Guaidó cruza linha vermelha ao buscar cooperação militar dos EUA

© AFP 2022 / CRIS BOURONCLEHeraldo Muñoz
Heraldo Muñoz - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O líder da oposição venezuelana, Juan Guaidó, está cruzando a linha vermelha ao buscar a cooperação militar dos Estados Unidos, alertou o ex-ministro das Relações Exteriores do Chile e presidente do Partido da oposição para a democracia, Heraldo Muñoz.

Neste sábado, o autoproclamado "presidente encarregado" da Venezuela anunciou que ordenou ao seu representante nos EUA que se reunisse com o Comando Sul "para estabelecer uma relação de cooperação direta e de longo alcance".

Donald Trump - Sputnik Brasil
Trump alerta China para não esperar até 2020 para acertar acordo comercial com os EUA
"Isso já está na linha vermelha", twitou Muñoz, que serviu como chefe da diplomacia chilena durante o segundo mandato presidencial de Michelle Bachelet (2014-2018).

O político chileno exigiu ao governo de seu país e ao Grupo de Lima que se deve esclarecer se continuam apostando em uma solução pacífica para a Venezuela.

"Eles deveriam esclarecer se continuam em uma saída pacífica para a crise venezuelana, ou se agora apoiam Guaidó em uma intervenção militar expressa em uma declaração sobre 'todas as opções na mesa' e cooperação militar com os EUA", ele twittou.

Juan Guiadó já havia admitido que consideraria uma oferta de intervenção dos EUA, um país que o reconheceu como o "presidente encarregado" da nação caribenha.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала