Trump diz que lançamento de mísseis pela Coreia do Norte não é quebra de confiança

Nos siga noTelegram
O presidente dos EUA, Donald Trump, declarou em entrevista ao site Politico, publicada na noite desta sexta-feira, que não considerou o recente lançamento do míssil pela Coreia do Norte como uma quebra de confiança, chamando-o de "coisa muito comum".

"Eles [mísseis] são de curto alcance e eu não considero isso uma quebra de confiança. E, você sabe, em algum momento eu posso. Mas neste momento não", disse Trump, minimizando a importância dos recentes lançamentos.

No entanto, o presidente dos EUA sugeriu que era "possível em algum momento" que ele perdesse a fé nas relações amistosas entre ele e o líder norte-coreano Kim Jong-un.

"Eu quero dizer que é possível que em algum momento eu possa, mas agora de forma nenhuma", complementou Trump.

No último final de semana, a Coreia do Norte realizou vários lançamentos de mísseis. A Coreia do Sul disse que as faixas de mísseis foram de 43 a 124 milhas.

Pessoas tiram fotos em frente à bandeira da Coreia do Norte e dos EUA, em Hanói, Vietnã, 24 de fevereiro de 2019 - Sputnik Brasil
EUA mantêm 'porta aberta' para dialogar com Coreia do Norte, diz diplomata

Os testes lançados por Pyongyang continuaram na quinta-feira, com o Comando Conjunto da Coreia do Sul informando que dois mísseis foram disparados para distâncias de 420 e 270 quilômetros (261 e 168 milhas), respectivamente.

O Departamento de Defesa dos EUA confirmou que a Coreia do Norte testou vários mísseis balísticos, observando que eles voaram para o leste a distâncias superiores a 300 quilômetros.

Enquanto isso, no início da agência de notícias oficial norte-coreana KCNA confirmou que os militares do país realizaram um exercício bem-sucedido de ataque de longo alcance, supervisionado por Kim.

Os novos lançamentos de testes seguiram as negociações de desnuclearização entre Trump e Kim em fevereiro, em Hanói, e que terminaram sem acordo, alimentando dúvidas sobre a real possibilidade de Pyongyang um dia abrir mão de suas armas nucleares.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала