Pentágono confirma chegada do porta-aviões USS Abraham Lincoln ao Oriente Médio

© AP Photo / Hassan AmmarPorta-aviões nuclear Abraham Lincoln da Marinha dos EUA, foto de arquivo
Porta-aviões nuclear Abraham Lincoln da Marinha dos EUA, foto de arquivo - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O porta-aviões USS Abraham Lincoln chegou à região de operações da frota americana no Oriente Médio, afirmou à Sputnik a porta-voz do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, Rebecca Rebarich.

O porta-aviões estadunidense USS Abraham Lincoln chegou à zona de operações da Quinta Frota norte-americana no Oriente Médio, informou a porta-voz do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, Rebecca Rebarich, na quinta-feira. 

"O porta-aviões USS Abraham Lincoln chegou à zona de operações da Quinta Frota dos Estados Unidos no Oriente Médio", disse Rebecca Rebarich.

Ela também acrescentou que uma esquadrilha de bombardeiros estratégicos nucleares B-52 também já se encontra no Oriente Médio. 

Anteriormente, mídias informaram que o grupo de ataque chefiado pelo porta-aviões USS Abraham Lincoln estava a caminho da região do golfo Pérsico e já atravessara o canal de Suez e entrara no mar Vermelho. 

Mike Pompeo - Sputnik Brasil
EUA darão 'resposta rápida e determinada' a possível ataque do Irã, avisa Pompeo
Hoje (10) O Comando Central da Força Aérea dos EUA informou sobre a chegada de um bombardeiro estratégico B-52 à base aérea de Al Udeid no Qatar para apoiar as forças norte-americanas na região.

O agravamento das relações Irã-EUA aconteceu frente à intenção iraniana de suspender algumas de suas obrigações do acordo nuclear (JCPOA, na sigla em inglês).

No início dessa semana, o presidente do Irã, Hassam Rouhani, notificou que o país daria 60 dias à Inglaterra, França, Alemanha, China e a Rússiapara se sentarem à mesa de negociações e assegurarem os interesses de Teerã.

Em 8 de maio de 2018, os EUA anunciaram sua saída do acordo nuclear com o Irã e a reintrodução das sanções contra o país, incluindo as sanções secundárias, isto é, contra terceiros países que fazem negócios com o Irã. Washington declarou a intenção de reduzir as exportações iranianas de petróleo a zero.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала