Análise: mísseis hipersônicos tornariam destróier chinês Type 055 o mais potente do mundo

Nos siga noTelegram
Os mísseis hipersônicos que deverão armar o destróier de última geração chinês Type 055 fazem com que ele se torne o navio de combate mais poderoso no mundo na sua classe, considera o portal Military Watch.

Segundo o site, as capacidades de combate do destróier Type 055 causam grande preocupação entre os adversários potenciais da China, por exemplo, o navio é capaz de carregar mais de 100 mísseis de cruzeiro YJ-18, ou de outros tipos, indica o portal.

A China planeja equipar os novíssimos destróiers com mísseis hipersônicos de nova geração. 

Quatro submarinos da Marinha chinesa e outros navios de guerra em uma parada militar internacional celebrando os 60 anos de fundação do Exército e Marinha de Libertação Popular chineses em 23 de abril de 2009 em Qingdao na província de Shandong - Sputnik Brasil
China teria capacidade 'decisiva' para derrotar Marinha dos EUA
Na última semana de abril, a China realizou um teste do novo míssil hipersônico contra navios, que, possivelmente, irá equipar o destróier Type 055. Se estima que o míssil tenha alcançado a velocidade de 8 a 10 Mach, recorda o Military Watch. 

"Se o Type 055 for armado com os novos mísseis hipersônicos, as capacidades do destróier chinês ultrapassariam as de outros navios desse tipo, particularmente, norte-americanos", opina.

Atualmente a China está realizando um programa de modernização da sua Marinha. É provável que, no futuro, o destróier Type 055 inclua um canhão eletromagnético, armamento contra satélites e, ainda mais importante, mísseis hipersônicos de cruzeiro de longo alcance, refere o portal. 

Um trunfo fundamental para a China prosseguir a modernização de muitos dos seus sistemas militares é o acesso a tecnologias-chave, não só a partir da sua própria investigação militar, que embora bem financiada só recentemente começou a operar a um nível próximo da dos principais concorrentes, como a Rússia e os Estados Unidos, mas também de muitas das mais recentes tecnologias desenvolvidas pelo sector de defesa da Rússia.

Um grupo de navios russos chegou no porto chinês de Qingdao para participar da celebração - Sputnik Brasil
'Boas-vindas à Marinha': confira imagens da chegada de navios russos à China
Os crescentes laços sino-russos na área da defesa, que alegadamente atingiram níveis de cooperação suficientes para envolver a partilha de informações altamente confidenciais sobre mísseis e sistemas de alerta precoce permitiram a Pequim adquirir tecnologias de ponta para os seus aviões de combate, defesa aérea, submarinos e, muito provavelmente, para a sua nova geração de mísseis de cruzeiro.

"A maioria dos mísseis de cruzeiro chineses antinavio foi elaborada com base nos mísseis russos, por exemplo, o YJ-12, CX-1 e YJ-91. Mais, são esses mísseis que deverão equipar os navios de classe Type 055", revela o portal. 

A Rússia, de fato, é uma fonte valiosa de tecnologias, especialmente na esfera dos mísseis de cruzeiro, porque Moscou tem um programa parecido de elaboração desse tipo de armamento, concluiu o site analítico Military Watch.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала